segunda-feira, 27 de maio de 2013

O Brasil não precisa de "controle de natalidade"

Não, não é uma afirmação gratuita, nem baseada só em convicções filosófico-religiosas. A informação é do próprio governo. (O interessante é que quando escrevia esse artigo, Papa Francisco tocou no tema). Não precisa muito para os anacrônicos malthusianos voltarem à tona. Como o Brasil é atrasado. Na Europa, a queda da natalidade é um problema seriíssimo. Os governos se esforçam para incentivar as mulheres a terem filhos. Aqui, ainda achamos que é uma evolução enorme trocar as crianças pelos bens materiais, pelo conforto além do necessário.

Pois bem, o IPEA, em seu relatório baseado no último censo do IBGE, alerta para as consequências da queda da taxa de natalidade na população brasileira. "Muita gente fala em controle da natalidade, mas a verdade é que a visão de que as brasileiras têm muitos filhos é equivocada. A opinião pública tem uma percepção distorcida da realidade." Ana Amélia Camarano, pesquisadora do IPEA.

Resumidamente, será um problema econômico. As mulheres brasileiras têm menos que dois filhos, em média. Seguindo nesse ritmo, vamos diminuir nossa população a ponto de faltarem trabalhadores. A ponto de todos terem que trabalhar cada vez mais para se aposentar, pois não há sistema que aguente. Um "resumo maior" pode ser conferido aqui.

Hoje é quase uma afronta dizer a uma mulher que ela deveria ter mais que um filho. Enquanto isso, vamos morrendo de tão gordos. E então, vamos fazer o quê? Trazer pra cá, como na Europa, os muçulmanos, que se reproduzem como coelhos? Os médicos cubanos? Daí, vamos pensando, com Drummond, um dia vamos dizer: "E acaso existirão os brasileiros?"

14 comentários:

  1. Gostei muito do texto, e me ajudou muito.

    ResponderExcluir
  2. O mundo ta ficando pequeno...tem muita gente sim...e so andar nas periferias e vc vera o quanto de favelas e um mundo de gente que tem nesses locais...por favor nao venha com pesquisa a realidade esta ai...

    ResponderExcluir
  3. No estranho mundo do senhor anônimo, ainda acreditaríamos que a Terra é chata, que não existem coisas como átomos e eletricidade, nem este computador que usamos para escrever, pois todos são frutos de ... pesquisas!

    ResponderExcluir
  4. :::Concordo em parte, também acho que uma redução drástica na taxa de natalidade do país será uma problema para o nosso próprio futuro, más no caso do Brasil atual acho que é necessária sim um controle maior, principalmente por parte das mulheresque ficam com a maior responsabilidade diante um filho, e que na maioria das vezes engravidam na adolescencia e sem perspectiva de um futuro profissional promissor, nem para ela e nem para o filho que será criado sem um planejamento familiar, o que poderia agravar a violencia do país em longo prazo. Então é isso ;)

    ResponderExcluir
  5. Prezado Marcelo Britto, dados manipulados pelo Governo que, primeiro não quer assumir nenhum descontrole nem nunca quiz (óbvio), e que vive sob pressão da Igréja Católica que abomina todo e qualquer tipo de controle de natalidade (Claro...não é ela que paga a conta).São 1800 miseráveis nascendo todos os dias . A cada 20 minutos uma adolescente entre 13 e 15 anos dá a luz.3 milhões de brasileiros a mais, a cada ano.Onde está o tão controle? Nas orações? Vamos desconsiderar o dados do governo pois nenhum mentiu tanto utilizando-se de números como o atual.

    ResponderExcluir
  6. sabe, eu não quero ter filhos enquanto o Brasil não melhorar saúde, educação, segurança e renda. Como acho improvável uma mudança efetiva em pouco tempo, talvez eu fique sem filhos. Se o governo se preocupasse com a queda de natalidade de verdade, já tinha melhorado as coisas por aqui. Eu posso amargar neste país, mas não quero que filho meu amargue. Então, no atual cenário, acho que vou preferir não ter os filhos.

    ResponderExcluir
  7. eu acho q deve limitar o país em 2 filhos quem tiver mais filho paga mais imposto ,e esse negócio de bolsa-familia e outras ajudas so servem para dar votos,pois quem tem muito filho é o pobre para poder ter o beneficio,pq n limitam em 2 filhos a ajuda então pq ai influencia o pobre a ter filhos pois com cada filho ele ganha 70 reais ai o pobre vai ter 10 filhos para ganhar 700 reais e os otários da classe média q pagam a conta

    ResponderExcluir
  8. esse brasil cresce sem planejamento algum ,vai faltar luz,pois a distribuição das hidrelétricas são ruins,vai ter invazão de hacker pois o sistema de computaçao é ruim,vai faltar estrada pois com mais gente mais carro e mais demanda de alimentos com isso mais caminhões ,vai faltar hospital(ja falta)pois a população cresce,vai faltar escola(ja falta)enfim gente é igual gafanhoto quanto mais tem mais a lavoura se acaba e depois vem esse britto falar q tem q ter mais gente me poupe né

    ResponderExcluir
  9. muito facil falar essa besteira que a brasileira tem em média dois filhos,mesmo que fosse essa média seria encabeçada apenas por mulheres de renda maiores,que por incrível que pareça,elas que têm totais condições de terem filhos não tem,enquanto aquelas que não tem dinheiro nem para manter a si próprias tem 12 filhos, desses 12 filhos, a metade vai ser bandido, porque é tudo criado jogado, criados pela vida,sem mãe ,sem pai e ai depois matam alguém que diz que controle de natalidade é desnecessário aqui no Brasil!!!

    ResponderExcluir
  10. Controle de natalidade seria a melhor saída para diminuir o crime.Os nossos deputados federais tinha que elaborar urgente essa lei,porque quem não tem conhecimento tem mais filhos.

    ResponderExcluir
  11. É de suma importância que a classe miserável desse país continue se reproduzindo sem controle, afinal, o mercado de trabalho necessita de gente desqualificada para realização de trabalho bruto. O problema reside nas mazelas sociais que são geradas por essa grande massa populacional desfavorecida, ou seja, um controle de natalidade somente para uma parcela da sociedade seria ideal, porém, criminoso, além disso vale lembrar que é justamente essa classe que representa o numero maior de brasileiros

    ResponderExcluir
  12. A porra da água potável dessa merda desse mundo está acabando, vai acabar entre 2050 e 2070 e ainda tem retardado arranjando argumento idiotas pra ficar defendendo essa bosta...quando todos nós estivermos prestes a morrer, estes idiotas serão os primeiros a ficar chorando

    ResponderExcluir
  13. o problema é analisar "A MÉDIA".
    O PROBLEMA é quem está tendo muitos filhos!

    ResponderExcluir
  14. Como tem pessoas ignorantes no mundo, pelo amor de Deus. Nunca sequer leram sobre o assunto, e simplesmente repetem o que ouviram (geralmente, na TV ou ainda de terceiros). A Europa hoje sofre com as consequências dessas medidas de primeiro mundo.

    ResponderExcluir